O aquecimento do mercado moveleiro e da decoração mundial está se refletindo no desempenho das empresas da região. No primeiro semestre deste ano, as exportações de móveis registraram alta de 50%. Foram US$ 86,4 milhões exportados entre janeiro e junho, contra US$ 57,8 milhões em 2020. As vendas são relativas às indústrias do setor de São Bento do Sul, Rio Negrinho e Campo Alegre.
Segundo levantamento do Sindusmobil, com dados oficiais do Ministério da Economia, o polo moveleiro local é responsável por 52% das exportações moveleiras de Santa Catarina e 18% do Brasil. Nesse primeiro semestre, as vendas de móveis do Estado alcançaram US$ 167,1 milhões (51% de crescimento) e do Brasil chegaram a US$ 470,4 milhões (alta de 68%).
Em números absolutos, a participação maior é das indústrias de São Bento do Sul, que exportaram US$ 56,5 milhões (47% de crescimento) no período, mantendo a liderança do ranking nacional. Campo Alegre vendeu ao mercado internacional US$ 18,1 milhões (alta de 35%) e Rio Negrinho US$ 11,7 milhões (elevação de 101%).
As vendas nacionais, por sua vez, também permanecem aquecidas. De janeiro a maio deste ano, segundo levantamento da Abimóvel, a produção de móveis e colchões cresceu 29% no país. Esse desempenho positivo, no entanto, está trazendo desafios ao setor, como falta de mão de obra e desabastecimento e alta nos preços das matérias-primas.

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


Rua Afonso Grosskopf, 352 - Colonial ⁞ São Bento do Sul/SC ⁞ CEP: 89288-200 ⁞ Telefone: (47) 3635-0768 ou 3633-2884